design-sem-nome-36

Dentinhos do Bebê – Nascimento e Sintomas

Os bebês desenvolvem os dentinhos dentro do útero da mãe, em alguns casos, quando o bebê nasce já é possível vê-los despontando. Isso é muito raro, geralmente se desenvolvem e nascem após um certo período do desenvolvimento da criança. Mas se acontecer com você, não se assuste, a indicação é que você procure um odontopediatra. Esses dentes são conhecidos como natais, podem vir com uma coloração mais amarelada, seu formato lembra uma pirâmide, caso ele não esteja mole um polimento seria necessário para que não machuque o bebê e o seio da mamãe ao amamentar, se ele estiver mole o odontopediatra fará uma pequena cirurgia para removê-lo.

O nascimento dos primeiros dentinhos dos bebês causa um incômodo, deixando-os irritados e chatinhos. Geralmente acontecem a partir do sexto mês de vida e são denominados como neonatais.

Os primeiros indícios de que os dentes estão nascendo são coceiras, gengiva um pouco mais arredondada e com aspecto esbranquiçada, há também um aumento de salivação, que é resultado do amadurecimento das glândulas salivares e pela incapacidade de o bebê engolir toda a saliva. Esses sintomas costumam atrapalhar o sono do bebê.

Uma dica importante para amenizar a coceira na gengiva é dar ao bebê mordedores para massageá-las. Antes de dar o mordedor ao bebê, deixe-o na geladeira, o contato com ele gelado amenizará ainda mais a região. Se preferir, também poderá massagear a gengiva com o dedo indicador, lembrando que a mão tem que estar limpa. Se com essas medidas o incômodo e a irritação persistirem, é importante consultar um médico que possivelmente prescreverá analgésicos e antitérmicos.

Essa é uma fase em que o bebê coloca tudo o que vê pela frente na boca. Por isso que algumas mamães acreditam que o nascer dos dentinhos cause diarreia. O que geralmente acontece é um leve estado febril, já que ao nascer os dentes passam por um processo inflamatório. Quanto a diarreia, geralmente ocorre porque tudo o que o bebê vê à sua frente leva a boca, sendo veículo de contaminação.

Nos primeiros meses de vida, é importante realizar uma higienização da gengiva, bochecha e língua com o auxílio de uma gaze ou fralda umedecida com água filtrada, repita esse processo pelo menos três vezes ao dia. Ainda no início, é interessante levar o bebê ao dentista que orientará sobre como proceder com a higienização quando os dentinhos despontarem.

Nessa fase inicial, toda atenção com a dentição do bebê ajudará que ele tenha no futuro um sorriso saudável.

Abraços,

Dra. Bruna

 

Deixe uma resposta