Doctor giving a child an intramuscular injection in arm, shallow DOF

Vacina BCG: primeira vacina do bebê

Quem já reparou que a maioria das pessoas possui uma marquinha no braço direito, já deve ter se perguntado: o que é essa marca?

Se você possui essa marca, independente do formato, significa que você foi imunizado contra a Tuberculose, doença que ainda tem grande incidência no Brasil.

A vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), se caracteriza por uma reação no braço do bebê de duas semanas a um mês. Ela pode ser aplicada ainda no berçário, por via intradérmica, no braço direito. Após a vacinação, aparece um nódulo vermelho no bracinho do bebê, e com o tempo se forma uma feridinha, para, depois virar uma casquinha, e consequentemente uma cicatriz.

Quando se forma a cicatriz, indica que a criança está imune a doença. A marquinha pode demorar até seis semanas para aparecer. Caso não apareça, o indicado é procurar um pediatra para que avalie se a vacina fez efeito. É realizado um exame chamado PPD (Prova Tuberculínica Cutânea). Caso o exame apresente resultado positivo, pode ser que seja pelo contato com a vacina ou com a doença. Apenas o pediatra poderá realizar a avaliação e o diagnóstico correto.

É importante que a vacina seja aplicada o quanto antes possível. A aplicação precoce do BCG visa reduzir a incidência da tuberculose, especialmente as formas graves da doença, tais como: a tuberculose meníngea e a tuberculose miliar, que aparecem com maior frequência até os quatro anos de idade.

Atenção às reações do bebê

O bebê pode apresentar reações às vacinas e é essencial prestar atenção a elas. Entre em contato com o pediatra se seu bebê apresentar: febre alta, irritação na pele, inchaço na face e garganta, dificuldade para respirar, diarreia e bebê com muito sono.

Acompanhe as vacinas que o bebê terá tomar até os 12 meses:

vacina

Fonte: Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

 

Deixe uma resposta